quarta-feira, 30 de maio de 2012

NOTÍCIAS DO GRUPO DE ASSOCIADOS AMOR DIVINO DE CAICÓ





Dia 19 de maio, no Educandário Santa Teresinha, aconteceu uma bonita reunião dos Associados Amor Divino. Lá contamos com a presença da Irmã Judith Farias que nos alegra e nos dá forças para cada vez mais tornar o Amor de Deus visível no mundo.  O grupo celebrou com jubilo a morte de nossa saudosa Irmã Suzana Brilhante (4 anos de sua morte). Durante a palestra Ir. Judith ressaltou que devemos cada vez mais abrir nossas portas para acolher os leigos que querem viver o belo carisma das Filhas do Amor Divino, sempre na constante imitação da família de Nazaré. Dizia-nos ainda que todo leigo que entra em contato com o maravilhoso carisma Lechneriano se encanta ao ponto de adquirir uma grande sede de “Amor”.


Nossa querida Irmã ainda cuidava em dizer que, entrando no movimento vivemos o radicalismo do Batismo. Vivendo o carisma da Filha do Amor Divino encontramos um caminho largo de felicidade.  Cada Associado Amor Divino tem que ter o coração de Madre Francisca Lechner, uma vez que Colabora diretamente na expansão do carisma Lechneriano. O carisma de Madre Francisca vivido pelos Associados Amor Divino não é uma coisa à parte, mas algo intrínseco que faz com que aquele ou aquela que vive sinta grande desejo de aprofundá-lo.


A santa missa foi celebrada no final da nossa reunião encerrando o momento com uma ação de graças por tão maravilhoso encontro onde refletimos sobre as propostas de vida deixadas por Madre Francisca. Ela nos ensina ainda hoje o valor da união, do estar presente de maneira responsável e fraterna na vida das pessoas mais próximas e necessitadas.

Após a missa tivemos uma rápida confraternização com todas as Irmãs e Associados festejando o aniversário da nossa querida Marcilene que transborda do seu coração o Amor Divino! Concluo com uma das mais belas frases de nossa Madre: “Compreender, amando, Amar, amparando, Amparar, salvando”! MFL 

Heitor Dias

Oração para o Movad 2012.1 editado por irmã Ir Suzy Felipe

video

terça-feira, 29 de maio de 2012

Madre Cristina, FDC



Madre Cristina,primeira provincial da Provincia Nossa Senhora das Neves
* 20/06/1880 (Boêmia, Tchecoslováquia) + 30/08/1975 (Açu, RN – Brasil)

Memórias
Madre Cristina Vlastnik tinha um grande zelo pelas coisas de Deus e o mesmo exigia de nós. Era rigorosa no cumprimento das constituições, agia conosco com autoridade, exigia disciplina, obediência, espírito de pobreza e espírito de sacrifício. Era essa a sua pregação e a sua maneira de viver e de agir. No cumprimento do dever como religiosa era de uma fidelidade muito grande. O que pregava vivia e cobrava de cada uma de nós. Sentíamos nela um profundo amor a Deus, à Igreja e à Congregação. Tinha para com os Srs. Bispos e sacerdotes respeito, carinho e dedicação. Quando tinha oportunidade de hospedá-los, esmerava-se para que o melhor lhes fosse oferecido, mesmo quando a condição financeira, na época, levava a comunidade a passar privações. Em relação ao seu amor pela Congregação, nós podíamos ver nela a seguidora fiel de Madre Fundadora. Naquele tempo da guerra, quando a comunicação com a casa Matriz era impossível, ela zelava pelo espírito religioso da Congregação. Tinha que assumir a responsabilidade, como Provincial, sem poder contar com a orientação do Governo Geral. Sempre procurava o apoio e a aprovação da autoridade eclesiástica: o Sr. Núncio Apostólico, os Srs. Bispos Diocesanos, na época: Dom Jaime de Barros Câmara, Dom José de Medeiros Delgado, Dom João Costa. Madre Cristina demonstrava também muito amor pelas Irmãs que sofriam privações, perseguições e até a morte, durante a guerra. Colocava diante de nós o valor daquelas vidas consagradas a Deus, que enfrentavam com heroísmo todos os perigos, permanecendo fiéis ao Senhor.

quarta-feira, 16 de maio de 2012

CURSO DE MARIOLOGIA

Curso de Mariologia à distância (via internet)

O Curso de Mariologia tem por finalidade ajudar os cristãos a conhecer os mecanismos de estudo da figura de Maria de Nazaré, utilizando os pilares da doutrina Católica: Bíblia, Tradição e Magistério.

Prof. Dr. Dom Rafael Maria, OSB, doutor em Mariologia pela Pontificia Facoltà Teologica MARIANUM de Roma, membro da Pontifícia Academia Mariana Internacional e da Academia Marial de Aparecida, preparou um excelente curso que aborda a História da Mariologia, do culto e devoção, a Mariologia Bíblica, Patrística, Dogmática, Litúrgica, as Aparições e revelações particulares entre outros.
INSCREVA-SE!

http://www.cursoscatolicos.com.br/2012/05/curso-de-mariologia.html

sexta-feira, 11 de maio de 2012

Notícias dos Associados de Currais Novos


No último sábado do mês de abril, Victo Rudá - Presidente do Grupo de Associados Amor Divino de Currais Novos/RN, entregou a Presidência do referido grupo para a Associada Verônica Bezerra. Na ocasião, assumiu a Vice – Presidência a Associada Celestina Alves. Victo agradeceu ao grupo e às Irmãs da Comunidade Jesus Menino, a confiança a ele depositada durante estes cinco anos que esteve à frente do grupo. Para ele foi um tempo de graça e aprendizado. Muitas vezes acertou e também errou na esperança de “Fazer o bem,
alegrar, tornar feliz e conduzir ao céu”. Victo Rudá e Jariana Brandão (sua noiva) agora assumem a missão de coordenar as atividades da Capela de Santo André na comunidade rural de Santo André no município de Currais Novos. Desde já, Victo e Jariana afirmam que a missão na comunidade Santo André será fundamentada no Carisma das Filhas do Amor Divino, pois os mesmos se consideram um Casal Amor Divino. Para a alegria dos que difundem o Carisma do Amor Divino o novenário do mês de maio da Capela de Santo André está refletindo o programa de vida de Me. Francisca Lechner. Agradecemos ao casal de noivos por seu grande amor à causa de Madre Francisca Lechner procurando com coragem e audácia ir sempre mais longe, difundindo o AMOR DIVINO.
   


O FDC CARISMA



AS FILHA DO AMOR DIVINO (FDC), são chamadas a viverem intensamente a experiência do Pai que Jesus revela e do amor que Ele, como Filho, testemunha. É este o Filho do Amor Divino, o Divino Padecente, o Amor Divino Crucificado que a Serva de Deus, Madre Francisca Lechner, contemplou na face de suas Filhas, suas seguidoras e na chaga social do seu tempo, a problemática das jovens camponesas da Viena de outrora.
Irmã Vilma Lúcia, FDC
No Coração de Jesus e na Chaga aberta do Crucificado, Madre Fundadora sintetiza suas experiências pascais e as semeia na vida de cada FDC. Esta semeadura comporta uma especial semente, tal como uma linfa que circula, até hoje, na alma dos gestos, das palavras, do relacionamento, do estilo de vida que cada FDC pretende manifestar com a mesma eloquência do Evangelho através de sua vida toda consagrada a Deus e doada aos irmãos e irmãs. Isto significa que o Coração de Jesus continua sendo proposta e remédio para todos os nossos males. E nos atuais acontecimentos Ele está nos chamando para construir um mundo novo, um mundo que tenha coração.
É este chamado que nos faz ser o que ainda não somos e nos capacita para fazermos a vontade do Pai. Equipa-nos para o serviço, o trabalho que nos foi confiado. Capacitar, equipar significa, também, consertar, assim como remendar uma rede rasgada (Mat. 4,21) ou reparar algo quebrado. Portanto, capacitar e equipar cada FDC refere-se ao preparo, ao treinamento que nos torna aptas para o atendimento das necessidades no serviço para o qual somos chamadas.
O chamado a sermos FDC é mantido, sustentado pela comunidade que vive e reza com e em todas, na partilha dos anseios apostólicos, missionários e na diferença de cada uma. No dia a dia ajudando-nos a sermos atentas aos sinais dos tempos. Vivifica-nos na convivência fraterna, na busca de seus fundamentos, na intimidade com a Mãe Três Vezes Admirável, ao pé da Cruz e na presença viva do Amor Crucificado e Ressuscitado na Eucaristia e em cada gesto de ternura, de presença amorosa e gratuita. 
As alegrias, as realizações, os desafios, as dificuldades de cada uma são de todas, são apelos para a riqueza e fortalecimento da comunhão. Convoca-nos à integração das diferenças como  parte do processo da unidade neutralizador dos humanos fatores que ocasionam a divisão. Os especialistas dizem que a unidade entre judeus e gentios não é mito, é uma realidade e serve como apelo para que nos conduzamos de modo digno da vocação a que fomos chamadas (Ef. 4,1).
A alegria, a ternura, a solicitude, a maternidade, a filialidade, a audácia, a simplicidade, o acolhimento, a oração contemplativa, a caridade efetiva e afetiva são características inconfundíveis no caminho espiritual de nossa Fundadora. São expressões de sua resposta ao chamado e a prova de seu grande amor a Deus, na pessoa da mulher operária do seu tempo, fato que se efetiva em uma especial capacitação, a profunda interação entre sua feminina vida de consagrada e de missionária.
O nome que ela deu à Congregação, Filhas do Amor Divino, é um atual caminho para que todas construam, sobre as ruínas acumuladas pelo ódio, pela violência, pela inveja, pelos desequilíbrios emocionais, pela discriminação, a civilização do amor, o reino do Coração de Jesus.  A FDC, sensível ao apelo da Ternura Divina, assume os sofrimentos da Congregação, da Igreja, da humanidade, também, na pessoa de cada coirmã e os apresenta ao Pai no abraço e na oração; une ao sacrifício de Cristo a oferta de si, lembrando as palavras do Apóstolo: Agora eu me regozijo nos meus sofrimentos por vós, e completo, na minha carne, o que falta nas tribulações de Cristo, pelo seu corpo que é a Igreja (Col. 1,24), no empenho pela restauração do Reinado de Cristo no coração dos homens e das mulheres.
Em outras palavras e na prática, nestes cento e quarenta e quatro anos de vida de nossa Congregação, noventa e dois anos de Brasil, setenta e quatro anos de Província, como empregamos esta herança em favor da promoção da mulher, jovens, crianças e idosos? O que fizemos e fazemos hoje, para promover a dignidade, o respeito e o potencial de cada mulher na pessoa nossas coirmãs?
Somos profetizas porque anunciamos com nossas vidas, as inspirações, a profecia de Deus Pai e Mãe para a Igreja de nosso tempo e não de outros tempos.  Madre Francisca, Teresina Werner receberam uma graça única do Espírito Santo. Suas inspirações vêem de suas experiências com e de Deus Pai e Mãe atentas aos sinais dos tempos.  É algo que as "domina" e que as arrasta irresistivelmente. Elas não se contêm! Embora de maneira misteriosa a liberdade de cada uma é tocada pela graça.
Este toque da graça tem ao menos cinco características fundamentais (Ef 4,1-2) para aperfeiçoar os santos e santas em vista do ministério e para a edificação do Corpo de Cristo, como afirma Ef 4,12: 1ª - a  Humildade; 2ª - a mansidão ou gentileza; 3ª – a longanimidade ou paciência; 4ª – o suportar uns aos outros ou a tolerância mútua e por fim a 5ª - a paz.  
Para os cristãos a humildade é sinal de força, embora para o mundo Greco–romano fora considerada um sinal de fraqueza, no entanto, é o oposto do orgulho. Sabemos que o orgulho é o dínamo da desunião, enquanto a humildade é o que impulsiona a reconciliação, como na encarnação e na cruz (Flp 2, 2-8). A mansidão ou a gentileza, diante das ofensas, em geral procura não reagir e faz de tudo para neutralizar certas emoções. Não se prende a auto-afirmação por saber que é o oposta da mansidão e por acreditar nos ditos de Jesus: os mansos possuíram a terra (Mat 5,5). A longanimidade ou a paciência é a característica do Amor Divino (II Ped 3.9). Significa que não vingamos as injustiças que sofremos e não abrimos mão da esperança de consertarmos as redes, as relações interrompidas. Suportar umas as outras, significa nossa tolerância mútua (Ef 4.2), a compreensão da outra, o entendimento das diferenças e a disposição para o perdão. Assim, estas graças têm em suas raízes o Amor que preserva as relações, promove a paz e a unidade.
Disto podemos extrair um possível perfil para deixar o nosso carisma sempre sintonizado com os apelos dos nossos dias: 1 - forte sentido de comunhão (Espírito e fim da nossa Congregação, Const. 1ss); 2 - ser imagem da comunhão com Deus como Pai e abertura aos irmãos ( Const. 42ss e Dir.Prov 58.1); 3 - centralizar a espiritualidade em Cristo contemplando o mistério pascal (Const 4); 4 - viver na presença de Deus (Const. 29); 5 - sensibilidade à pobreza (Const.  18); 6 - forte amor à Congregação, à Igreja e à mulher ( Const. 6, 56 e 61); 7 - sentido de Comunidade (Const. 41 e 84).
Cada FDC é o corpo institucional que até então continua funcionando, porém a alma carismática que é a animação deste corpo, talvez sinta, neste momento, alguma dificuldade que impede a identificação da face do Filho do Amor Divino, o Divino Padecente, o Amor Divino Crucificado que a Mãe do nosso carisma outrora contemplara e que hoje tem novas expressões.
Atentas ao chamado reafirmemos, portanto, a vontade de encontrarmos a Divina Face, em nosso hoje, em nossas comunidades e vivamos generosa e antenadamente o ideal de FDC, alma de nossa específica resposta. Se do nosso lado existe a fragilidade, do lado do Senhor existe um amor forte, fiel, constante, que nos dá a docilidade, a devida abertura, a audácia de confiantes simplesmente avançarmos, indo adiante com o nosso atual, belo e eclesial FDC carisma.  





Imagens do I Concurso de desenho Lechneriano































I Concurso de desenho Lechneriano


Educandário Nossa Senhora das Vitórias
85 Anos de Compromisso com a Formação Cristã
Ensino Fundamental – Anos Iniciais
Semana da Madre Fundadora – Francisca Lechner

I Concurso de desenho Lechneriano

REGULAMENTO

            O I Concurso de desenho Lechneriano está sendo realizado pelo Educandário Nossa Senhora das Vitórias e tem caráter eminentemente religioso e pedagógico para incentivar trabalhos artísticos de crianças do ensino fundamental – 2º ao 5º ano.

REGULAMENTO
  1. TEMA: FRANCISCA LECHNER: serva de Deus
  2. OBJETIVOS:
*      Estimular as crianças do ensino fundamental – 2º ao 5º ano a realizarem trabalhos artísticos que representem o testemunho de fé cristã da Madre Fundadora da Congregação das Filhas do Amor Divino;
*      Difundir a ação evangelizadora de Madre Francisca Lechner.

  1. PARTICIPANTES: Crianças regularmente matriculadas no ensino fundamental – 2º ao 5º ano do Educandário Nossa Senhora das Vitórias
*      CATEGORIA 1: Alunos do ensino fundamental 2º e 3º ano.
*      CATEGORIA 2: Alunos do ensino fundamental 4º e 5º ano.
  1. DO DESENHO:
*      Cada criança poderá inscrever apenas um desenho;
*      O desenho deverá retratar a ideia central do concurso e ter pertinência com o tema apresentado;
*      Deverá ser feito em uma única folha de papel A-4 no dia 20/04/2012;
*      No verso da folha do desenho deverá estar a identificação do aluno contendo: nome, ano que cursa, turno de estudo e nome da professora;
*      Na frente da folha (onde será feito o desenho) não deverá haver nenhuma informação que identifique o aluno, porém, cada criança deverá escrever um pedido pessoal ou familiar à Madre Francisca Lechner;
*      O desenho deverá ser inédito.
  1. DA AVALIAÇÃO DOS TRABALHOS:
*      Os trabalhos serão avaliados observando-se os critérios que atendam aos objetivos do concurso.
*      Os trabalhos deverão ser entregues às professoras até às 17h30min do dia 20/04/2012, no Educandário Nossa Senhora das Vitórias.
  1. DO JULGAMENTO:
*      Será formada uma Comissão Julgadora composta por 01 professor de Artes, 01 professor de dança e 01 professor de Ensino Religioso que analisarão os desenhos e sua pertinência com os objetivos do concurso, considerando: criatividade, originalidade e coerência temática.
  1. PRAZOS/CRONOGRAMA:
*      16/04/2012 – Lançamento do concurso.
*      17 a 19/04/2012 – Divulgação do concurso junto às professoras e início da sensibilização para participação dos alunos.
*      20/04/2012 – Realização do concurso – preparação dos desenhos pelas crianças nas salas de aula.
*      24/04/2012 – Divulgação do resultado do concurso às 10h – turno matutino e às 16h – turno vespertino.
*      25/04/2012 – Premiação dos vencedores do concurso.
  1. DA PREMIAÇÃO:
*      CATEGORIA 1: 01 cesta de guloseimas.
*      CATEGORIA 2: 01 cesta de guloseimas.
*      PRÊMIO DE INCENTIVO AO PROFESSOR ORIENTADOR DO VENCEDOR DE CADA CATEGORIA – 01 kit            produtos de higiene corporal Natura.
*      Os desenhos selecionados serão publicados no Blog dos 85 anos do ENSV e em Blogs de alunos e professores da Escola.
*      Os desenhos vencedores poderão ser publicados em jornais de circulação local no âmbito do município de Assú.
*      Os desenhos serão encadernados e enviados para a Província Nossa Senhora das Neves e ficarão no arquivo da história da Província;
*      Os desenhos vencedores serão enviados para a Casa Provincial Geral e para a Itália, como documento a ser anexado ao processo de beatificação da Madre Francisca Lechner.
  1. DISPOSIÇÕES FINAIS:
*      A Comissão Julgadora do concurso é soberana e sua decisão não cabe pedido de recurso;
*      Os desenhos selecionados poderão ser utilizados pela Escola para divulgação em rádios e meios de comunicação pertencentes à Congregação das Filhas do Amor Divino e associações a ela ligadas.
*      Poderão ocorrer alterações no decorrer do concurso desde que seja a vontade da maioria dos representantes da Comissão Organizadora e não acarretem prejuízo aos participantes.


Assú(RN), 16 de abril de 2012.


COORDENAÇÃO DO CONCURSO:
Irmã Maricélia Almeida de Farias – Diretora
Irmã Maria José da Silva – Professora de Ensino Religioso
Irmã Katiane – Professora de Ensino Religioso
Maria do Socorro Rodrigues – Coordenação Pedagógica Anos Iniciais
Expedita Castro Bezerra – Coordenação Pedagógica Anos Iniciais

ORGANIZAÇÃO DO CONCURSO;
PROFESSORAS DE ENSINO RELIGIOSO DO ENSINO FUNDAMENTAL – ANOS INICIAIS
GRUPO DE PROFESSORES DO ENSINO FUNDAMETAL – ANOS INICIAIS

PATROCÍNIO:
Educandário Nossa Senhora das Vitórias
Irmã Geralda Cruz