quinta-feira, 29 de março de 2012

150° Aniversário da fundação das Filhas do Amor Divino

Cada Filha do Amor Divino e todos os leigos que vivem o carisma Lechneriano devem vivenciar a preparação para a festa dos150 anos da fundação das Filhas do Amor Divino
21.11.2009 – 21.11.2018


Tema principal:

FIDELIDADE COMO EXPRESSÃO DO AMOR



2012 – 2013     Fidelidade aos votos: castidade, pobreza e obediência  

2013 – 2014     Fidelidade à vida de oração

2014 – 2015     Fidelidade à vida comunitária 

2015 – 2016     Fidelidade à missão 

2016 – 2017     Fidelidade à Lei própria como expressão da vontade de Deus pelas FDC

2017 – 2018     Hino de gratidão pela Fundadora, Madre Francisca Lechner, Serva de Deus;

quarta-feira, 28 de março de 2012

Envio Missionário - CNBB em Brasilia





No dia 24 de março, na capela da CNBB (Conferência Nacional dos Bispos do Brasil), em Brasília, DF, foi celebrado o envio missionário de Irmã Rita Lori Finkler, ao Haiti. A missa foi presidida por Dom Leonardo Ulrich Steiner; concelebrada por 08 sacerdotes; participada pelas Filhas do Amor Divino da Comunidade Rainha dos Apóstolos e a presença participativa de 08 membros da CRB nacional (Conferência dos Religiosos do Brasil) incluída a Presidente Irmã Márian Ambrósio.
Durante a missa houve vários momentos significativos de envio: contextualização do Projeto solidário da missão da Igreja do Brasil com a Igreja do Haiti, feita por Irmã Márian; apresentação de Irmã Rita, feita pela Superiora Provincial Irmã Zoeli Maria Pletsch; referência missionária feita no momento da homilia; entrega da vela que Dom Leonardo recebeu na sua saída da Diocese de São Félix do Xingu, por Irmã Zoeli à Irmã Rita, com o convite que seja acesa em momentos significativos; oração do envio feita pelo Presidente da missa; bênção e entrega de uma pequena cruz missionária. Tudo foi muito bem participado e celebrado. Que o Senhor conduza e abençoe esta iniciativa eclesial.

terça-feira, 27 de março de 2012

Notícias dos Associados Amor Divino de Alagoas

O XIX Encontro dos Associados do Amor Divino de Alagoas aconteceu na cidade litorânea de Paripueira, próximo a capital do Estado, com a participação de 9(nove) associadas e três irmãs da Congregação das Filhas do Amor Divino; Irmã Josefa, Irmã Siberly e nossa coordenadora Irmã Maria Antonia, nos dias 09,10 e 11 de março de 2012. Tendo como tema:  A caminhada Quaresmal. Nosso pregador foi o Padre Adalto Alves que é pároco da cidade de Santana do Ipanema - AL.
              

O encontro teve duração de três dias começando na sexta-feira com a Santa Missa, após a celebração foi servido o jantar e logo em seguida houve um momento de lazer e integração ao ar livre sobre a brisa do mar e a luz do luar, coincidentemente faltou energia para admirarmos ainda mais a beleza da lua refletida no mar e nos coqueirais.
              Começamos o sábado com uma reflexão sobre o verdadeiro sentido da Quaresma para o cristão. Padre Adalto refletiu conosco as três práticas a serem cumpridas para vivenciarmos uma santa quaresma:
Oração – pedir a Deus forças  para converter-se e acreditar no evangelho. 


Luta contra o mal – contra as paixões e o egoísmo.
Jejum – esquecer de si mesmo e pensar no bem do seu irmão.
Depois tivemos o momento de deserto no qual cada um teve oportunidade de refletir sobre sua caminhada como associado. Padre Adalto terminou sua reflexão com a mensagem do Papa Bento XVI para a quaresma, inspirada em um versículo da carta aos Hebreus: “prestemos atenção uns aos outros para nos estimularmos ao amor e as boas obras” (HEBREUS 10,24). À noite, fomos a Santa Missa na capela da cidade.  Após a missa tivemos uma confraternização para comemorarmos os aniversariantes do trimestre, o que é costume em nossos encontros.
No último dia, fizemos uma bela caminhada na praia, para apreciarmos  e louvarmos a Deus pelas suas grandes obras. Ao  chegarmos tomamos  o café da manhã , rezamos as laudes e retomamos nossas atividades finais.  Terminamos o encontro rezando a oração ao Espírito Santo fonte de inspiração e força para nossa caminhada.


















sábado, 24 de março de 2012

Notícias de Religião

Mais de 200 voluntários gravaram vídeo promovendo a JMJ Rio2013 Rio de Janeiro, 14 mar (SIR/ACI) - No último domingo, dia 11, o clima de Jornada tomou conta da escadaria do  Santuário da Penha, no Rio de Janeiro. 


Mais de 200 jovens foram recrutados para participar da gravação de um vídeo institucional para a divulgação a JMJ Rio2013 em nível internacional. Luiz Carlos Pugialli, produtor do vídeo e presidente da Comissão Governamental para a JMJ Rio2013, explicou que uma cópia será encaminhada para embaixadas e para todos os meios de comunicações católicos. Um vídeo, de um minuto, também será editado e entregue às TVs abertas.

"Os jovens demonstraram muito compromisso, alegria e serviço à Igreja", ressaltou Luiz Carlos. Segundo ele, o Santuário foi escolhido como cenário por três motivos: por ser um cartão-postal, por ter a religiosidade como marca principal e por lembrar dois símbolos da jornada: a cruz e a devoção mariana. "Desse local se pode ver toda essa paisagem, ver o Cristo e o Pão de Açúcar. A cidade que vai receber a JMJ inspirou o nosso dia", afirma o estudante Lucas Vítor Amaral, de 18 anos. Gustavo Costa Ribeiro, de 22 anos, que representou o Brasil, segurando a bandeira do país durante as filmagens, contou como foi a experiência: "Eu comecei a trabalhar pela jornada quando o Rio ainda era candidato à sede. (...) Hoje, com a bandeira do Brasil na mão, senti muita responsabilidade e pude unir a minha paixão pela jornada e meu amor pelo Rio.

"Vestidos de calça jeans e tênis, os voluntários mostraram a cara da juventude. A interação entre os jovens foi uma motivação a mais para o dia de trabalho, assinala também a nota aparecida hoje no portal da JMJ Rio 2013. "Sentir-se parte da Jornada é fundamental para o evento. A gravação com as bandeiras traz a cultura da JMJ, dos países, das diversas realidades juvenis", assinalou Juliana Cristina Fernandes, de 24 anos, coordenadora da Pastoral da Juventude. Bruna Santos, de 19 anos, da Paróquia Nossa Senhora da Conceição, em Ramos, completou: "É muito bom conhecer os jovens de outras comunidades e colaborar para um melhor convívio entre todos". 

Os jovens da Igreja São José Operário, em Realengo, que também participaram da JMJ de 2011, disseram que o trabalho dos espanhóis serviu de inspiração. "Assim como em Madri, que eu vi aqueles jovens todos trabalhando, hoje eu também quero ajudar a construir esse grande evento.", assinalou o estudante Bernardo Amaral, de 22 anos.

A profissional de educação física Clarice Muniz Navegantes, de 22 anos, disse que quer mergulhar de cabeça na jornada. "Hoje eu segurei a bandeira da Nigéria e fiquei muito feliz, mas eu quero participar de todas as etapas, ser uma voluntária ativa até o fim.", reforçou Clarice. O diretor do vídeo, Maurício Lanzara, contou que se surpreendeu com a disponibilidade dos jovens. "Fiquei impressionado, principalmente, com a concentração de todos, ainda mais pelo grande número de pessoas. Sem dúvida cresce a minha expectativa por 2013, pois pelo que vi será um evento bem organizado e bem acolhedor". 

Para o estudante Rafael Assis, de 20 anos, o vídeo pode ajudar a estimular novas inscrições para o voluntariado. "Através dessa gravação outras pessoas vão se sentir chamadas e começarão a entender melhor o que é a JMJ", atestou o jovem.

Comunidade N. S. das Vitórias caminhando para o 150º ANIVERSÁRIO DA CONGREGAÇÃO

A Comunidade Nossa Senhora das Vitórias fez seu retiro de março sobre o tema:
FILHAS DO AMOR DIVINO A CAMINHO DO 150º ANIVERSÁRIO DA CONGREGAÇÃO.

O tema foi desenvolvido em torno do tema dos Jubileus na Bíblia. No final do retiro, a Comunidade refletiu sobre a preparação para este evento, tendo em vista a "novena" proposta pelo Governo Geral.

No final, pensando em uma participação maior, foi decidido que no dia 21 de cada mês, a Equipe de Liturgia do dia, organizará uma adoração especial, onde será refletido o tema.

Isto já aconteceu no dia 21 do mês de março. A Equipe preparou tudo muito bem e a Comunidade viveu o momento com muita seriedade e compromisso.

sexta-feira, 23 de março de 2012

Correspondênciade Ir. Judith, fdc com as irmãs Clarissas de Monte Real de Portugal

Muito querida Irmã Judith Faria

Há tanto tempo que desejo escrever-lhe e nunca mais o momento se deparava. Hoje não vou deixar passar. Desejo que tudo lhe corra bem e o seu trabalho apostólico se vá revelando em sazonados frutos dentro e fora da Congregação.
Agradeço de coração as lindas e profundas mensagens que vai partilhando connosco e nos ajudam a reflectir. Deus lhe pague e a cumule de graça e alegria.
Querida Irmã Judith, que este tempo da quaresma se torne propício  para nos adentrarmos no grande e insondável mistério da Redenção e nos conduza à Páscoa da transformação, morte do que há velho em nós para que sobressaia o Homem Novo que tudo ilumina e recria e nos quer tornar luz do mundo, tal como foram e devem ser os seus seguidores de ontem e de hoje.
Antecipo-me a desejar-lhe uma Santa e feliz Páscoa na alegria do Ressuscitado. Dentro de dias partirei para Timor Leste numa missão de discernimento. Por isso, hoje sou eu que lhe peço encarecidamente que reze por esta intenção porque nos encontramos perante um enorme desafio que nos faz tremer. De Timor reclamam a presença das Irmãs Clarissas.  Vamos ver o que Deus nos indica. Nada disto estava dentro dos nossos planos e esquemas mas, como os pensamentos de Deus não são os nossos, há que procurar descodificar o Seu pensamento soberano e ajustarmo-nos a ele.
Pode continuar a escrever e a partilhar as boas mensagens que as Irmãs gostam muito delas e lhe irão dando algumas notícias, se possível. Agradeço que o faça para a caixa de correio: clarissasmontereal@gmail.com.
Ausento-me por um mês e creio que onde vamos ficar, eu e outra Irmã, não vamos ter possibilidade de aceder à net , o que faz pena. Paciência.
Espero que tudo neste espaço de tempo lhe corra pelo melhor. Não a esquecerei.
Abraços de fraterna amizade e votos de Feliz e Santa Páscoa para si e para todas as suas Irmãs e Familiares.
Irmã Maria Clara, osc

Encontro de Superioras e Diretoras da PRONEVES



Nos dias 17 e 18 deste mês, aconteceu em Emaús, na Casa Provincial das Filhas do Amor Divino - o Primeiro encontro de Superioras e Diretoras da Província Nossa Senhora das Neves em 2012, sob a liderança da Superiora Provincial - Irmã M. Nivalda V. Montenegro. O encontro abordou o calendário da Província e assuntos de ordem administrativa.





Adicionar legenda




Encontro de Diretoras e Equipe de Apoio pedagógico da PRONEVES








Estiveram presentes as Diretoras das Escolas da PRONEVES e os membros das Equipes de apoio Pedagógico. A programação aconteceu da seguinte forma:

Caríssimas Diretoras e membros do Núcleo de Apoio das Escolas PRONEVES.

Nestes dois dias de encontro, conversaremos e faremos reflexões sobre a Revisão do Projeto Político Pedagógico das Escolas da PRONEVES, sob a responsabilidade do Colégio Nossa Senhora das Neves.
Segue abaixo a nossa Programação:

15 DE MARÇO - QUINTA FEIRA

08h: Oração – Colégio das Neves
Ata:  Colégio das Neves
08h 20:
*Acolhida - Ir. Nivalda Montenegro, Superiora Provincial.
*Encaminhamentos dos trabalhos - Ir. Marli, Coordenadora da Educação.
09h 00: Recontando a caminhada das Escolas PRONEVES para os novos integrantes do Núcleo de Apoio.

10h: Intervalo

10h 20: Retomar a discussão da importância de um novo Diagnóstico.
. Eleger um(a) articulador(a) de cada Escola.
. Análise das reflexões conclusivas sobre o Diagnóstico nas 04 dimensões.
Responsabilidade: Sílvia Freitas 

12h às 13h 30: Almoço.

13h 30: Acolhida e Animação. CECR (Palmeira dos Índios).
Ata: EJM

13h 40: Retomada das reflexões e análises.
Trabalho em grupo.
17h 00: Espaço Aberto.

17h 30: Encerramento.

16 DE MARÇO – SEXTA FEIRA

08h: Acolhida: Ir. Marli.

8h 10: Oração: EST (Caicó)
Ata: CCREI 

8h 30: Leitura e revisão da Programação do PPP (trazer as normatizações dos princípios).
Responsabilidade: Cristina Freitas

10h: Intervalo.

10h 20: Retomada das reflexões e análises.
* Apresentação na plenária das discussões.

12h às 13h 30: Almoço.

13h 30: Acolhida e Animação. ENSV (Assú).
Ata:  ENSN

13h 40: Leitura, análise e revisão das metas prioritárias das Escolas PRONEVES.
Responsabilidade: Jánua Coeli.

15h 30: Dinâmica de encerramento e avaliação do encontro.

16h 00: Lanche e encerramento do encontro.

" Escola é...

o lugar onde se faz amigos
não se trata só de prédios, salas, quadros,
programas, horários, conceitos...
Escola é, sobretudo, gente,
gente que trabalha, que estuda,
que se alegra, se conhece, se estima.
O diretor é gente,
O coordenador é gente, o professor é gente,
o aluno é gente,
cada funcionário é gente.
E a escola será cada vez melhor
na medida em que cada um
se comporte como colega, amigo, irmão.
Nada de ‘ilha cercada de gente por todos os lados’.
Nada de conviver com as pessoas e depois descobrir
que não tem amizade a ninguém
nada de ser como o tijolo que forma a parede,
indiferente, frio, só.
Importante na escola não é só estudar, não é só trabalhar, 
é também criar laços de amizade,
é criar ambiente de camaradagem,
é conviver, é se ‘amarrar nela’!
Ora , é lógico...
numa escola assim vai ser fácil
estudar, trabalhar, crescer,
fazer amigos, educar-se,
ser  feliz."
Paulo Freire

terça-feira, 20 de março de 2012

Depoimento de Irmã Rita Lori Finkler enviada em missão ao Haiti

Depoimento
Eu, Irmã Rita Lori Finkler, Filha do Amor Divino, sinto-me tocada e chamada por Deus para a desafiadora missão de ser presença solidária, acolhedora e evangélica na devastada terra do Haiti. Desejo aproximar-me dos pobres e conviver com quem o terremoto de 2010 deixou sem-casa, sem-lar, sem-família, sem-terra e com uma vida de muito sofrimento. Os haitianos são um povo com uma história, cultura, valores, religiosidade,... e possuem muita determinação para lutar pela vida.
Foto: envio da
Irmã Rita Lori Finkler,
ocorrido na Missa, dia
03.03, na Catedral 
Metropolitana de 
Santa Maria, RS.
Pe. Padre Osvaldo
Gervásio Lazari,
 diocesano.

Busco encarnar em minha vida e missão a palavra bíblica: Eu vi e ouvi o grito de sofrimento do meu povo... e conheço suas dores (cf. Ex. 3,7), por isso, com liberdade no coração, respondo: Eis-me aqui! Envia-me, Senhor (cf. Is. 6,8b). Vislumbro o rosto de Jesus no rosto dos irmãos e irmãs necessitados do Haiti. Vou morar, por três anos, com a Comunidade Intercongregacional de Irmãs Brasileiras já em missão. Integrar-me-ei em projetos da missão já existentes, tais como: cultivo de horta comunitária – produção de alimentos; grupo de mulheres, crianças, jovens e gestantes; formação de lideranças e seminaristas; em diversas pastorais,... em tudo, buscarei amar, testemunhar e tornar visível o Amor Divino DEUS neste chão da missão.

A Igreja do Brasil, a Congregação das Irmãs Filhas do Amor Divino, a Província Nossa Senhora da Anunciação, de quem sou membro, mostram-se missionária e me enviam em missão ao Haiti, no dia 25 de março de 2012.

Irmã, irmão, amiga, amigo,... acompanhe a gaúcha de Cerro Largo, RS, com sua oração, apoio, amizade, ajuda fraterna e econômica,... Convido Maria, Mãe e Protetora, a passar na frente para abrir portas e caminhos, cuidar e proteger a vida de teus filhos e filhas. Com a luz, o amor e a ternura de teu Filho Jesus, abençoa-nos, Pai.

Santa Maria, RS, 06.03.2012.

Irmã Rita Lori Finkler, FDC

sexta-feira, 16 de março de 2012

...Do CORAÇÃO – Grottaferrata Notícias

…NA Hungria
Visita a Péterhida
No dia 04 de dezembro/2011, durante a solene Santa Missa, em Péterhida, lugar do nascimento do pai da Beata Irmã M. Bernadeta Banja (sudeste da Hungria) com os sacerdotes e os paroquianos nós agradecemos a Santíssima Trindade pela Beata Irmã M. Bernadeta Banja. Depois da Santa Missa o pároco József Marics fez uma conferência sobre a vida de Irmã Bernadeta Banja e sobre as suas raízes em Péterhida e Kaposvár. A Vice-provincial Irmã Piroska Mária Kovács e Irmã M. Teréz Menyhárt, em síntese, contaram a história: do martírio e da beatificação, da Congregação das Filhas do Amor Divino e da Fundadora e explicaram os sinais externos da Congregação.
As Irmãs presentearam à Paróquia uma imagem das Beatas Mártires do Drina e a todos os participantes os santinhos com as imagens e a oração que juntos recitamos no final.
As Irmãs foram convidadas para a janta onde continuaram falando sobre a Beata Irmã M. Bernadeta.
Irmã M. Teréz Menyhárt, FDC
Fonte: Nº 4/2011; outubro, novembro, dezembro 2011

...Do CORAÇÃO – Grottaferrata Notícias

Peregrinação de agradecimento

“Todos os caminhos conduzem a Roma” – assim também os da Zagábria. Dia 28 de novembro de 2011, trinta e sete (37) Filhas do Amor Divino, da Província Divina Providência, entre elas, a Superiora Provincial Irmã M. Elvira Tadić e as suas conselheiras, foram a Roma para agradecer ao Papa Bento XVI pela beatificação das nossas Mártires do Drina. Entre as orações e os cantos, os contos e os risos nós não notamos que o nosso ônibus, após cerca de doze horas, tinha chegado a Grottaferrata, diante da nossa Casa Generalícia.
A acolhida foi excelente! As nossas coirmãs de diversas partes do mundo e de diversas províncias, unidas na mesma fé e ao mesmo carisma, nos testemunharam mediante sua alegre hospitalidade que são verdadeiras Filhas do Amor Divino. A nossa Superiora Geral Irmã Lucyna Mroczek nos mostrou toda a casa que, com a sua simplicidade e modéstia, fala com eloqüência das virtudes das Irmãs que ali habitam. Na belíssima capela saudamos nosso Senhor como o grande dono da casa, e com tanta admiração escutamos um pouco da história da casa e da capela, na qual se encontra a grande cruz que remonta aos tempos da nossa Madre Fundadora Francisca Lechner. Estávamos muito felizes pela possibilidade de venerar as relíquias do Beato papa João Paulo II.
A manhã fresca do dia 29 de novembro escondia, em si, uma belíssima jornada, plena de sol e dedicada à visita pela Cidade eterna. Foi uma verdadeira aventura, não somente turística, mas uma aventura do espírito e da alma e de alegre comunhão fraterna. Nas catacumbas de São Calisto retornamos às raízes da nossa fé e experimentamos um forte vínculo espiritual com os  352.000 (trezentos e cinquenta e dois mil) mártires ali sepultados. Neste lugar santo apresentamos a Deus muitíssimas orações e agradecimentos porque nascemos nesta fé e porque as nossas Mártires versaram o seu sangue por esta fé. A segunda meta foi a Escada Santa. Foi comovente subir de joelhos os degraus, em silenciosa oração, recordando que neste mesmo lugar esteve, em 1886, também a nossa Fundadora, pedindo graças para cada Irmã. Visitamos a Basílica Lateranense, a Basílica Santa Maria Maior, alguns monumentos (Panteon, “Fontana di Trevi”). Na Basílica São Paulo, fora dos Muros, participamos da Santa Missa e, plenas de gratidão por esta jornada rica de graças e de belezas de Roma, retornamos a Grottaferrata.
Chegou o grande dia 30 de novembro/2011, dia da audiência com o Santo Padre Bento XVI e a ocasião para exprimir-lhe a nossa gratidão pela beatificação das Mártires do Drina. Uniram-se também a nós Irmãs da Casa Generalícia e das comunidades de Roma e de Gubbio. Assim, ao todo, éramos cinquenta e sete (57) Irmãs. Cada qual esperava, com alegria, o momento no qual o Papa haveria de fazer menção a nós e a nossas Beatas Irmãs Mártires. Plenas de alegria, escutamos estas suas palavras, na língua croata: Saúdo de coração os peregrinos Croatas, de modo particular as Irmãs da Congregação das Filhas do Amor Divino, acompanhadas pelo Senhor Cardeal Vinko Puljić. A vossa peregrinação é ocasião de agradecimentos pela recente beatificação, em Sarajevo, de cinco das vossas coirmãs que sofreram o martírio durante a II Guerra Mundial. Enquanto somos gratos pelo seu testemunho, pedimos a Deus que nos dê o dom da coragem e a perseverança no nosso serviço. Sejam louvados Jesus e Maria! Em seguida cantamos o nosso lema: “Fazer o bem, …” e saudamos o Santo Padre movendo as charpas vermelhas da beatificação.
Outro momento feliz que nos orgulhou foi quando nossa Superiora Geral Irmã Lucyna Mroczek saudou o Papa, pessoalmente e em nosso nome.
Na tumba do Beato Papa João Paulo II, na Basílica de São Pedro, quisemos também agradecer a ele tudo o que vivemos.
 Nas afirmações de uma das Irmãs pode ser entendido, de algum modo, o que sentia cada uma de nós: A beleza da comunhão, a força do espírito que faz irromper desta comunhão uma nova energia - tudo isto era assim real e comovente. (…) No final de tudo posso dizer: Bom Deus, graças porque nasci no seio da Igreja Católica que fala todas as línguas do mundo e se faz visível no rosto de todas as raças. Graças porque pertenço à Congregação que também fala muitas línguas. Graças pelo dom do martírio das nossas Beatas Irmãs que nos convidam a viver a nossa vocação com um amor sempre maior. Graças a cada Irmã participante desta peregrinação, graças às nossas Irmãs da Casa Geral e às nossas Superioras. Um agradecimento imenso ao nosso Santo Padre Bento XVI. Deveria ainda elencar muitos agradecimentos, mas, daqui para frente, repeti-los-ei nas minhas orações, para que  esta peregrinação porte a abundância dos bons frutos.”
Irmã M. Patricija Mikić, FDC
Fonte: Nº 4/2011; outubro, novembro, dezembro 2011

...Do CORAÇÃO – Grottaferrata Notícias

“Quem são os Santos ou Beatos?”
Dia 23 de novembro de 2011, durante o encontro anual da Conferência dos Superiores Religiosos Maiores pela Jornada das Escolas – o nosso centro escolar “Herz Maria Kloster” foi convidado a fazer uma breve meditação a propósito da beatificação das nossas cinco Irmãs Mártires do Drina.
Os nossos alunos prepararam o programa iniciando com as questões: “O que é a Igreja?”, “Quem são os Santos ou os Beatos?”, “Na vida destas cinco Irmãs existe alguma coisa atual que nos pode dar uma orientação?”, etc. Para as respostas escolheram o Catecismo para a juventude o “YOUCAT”. O coro e a orquestra das guitarras, através dos cantos bem escolhidos, puseram em destaque alguns pontos do tema.
Com grande entusiasmo e alegria as/os jovens apresentaram pensamentos espirituais sobre o tema “beatificação” e, em seguida – o que foi muito tocante para todos os presentes – houve um minuto de silêncio acompanhado por um solo de guitarra.
Com orgulho os alunos portavam as charpas vermelhas que nos foram presenteadas durante a celebração em Sarajevo.
Dia 15 de dezembro/2011, na grande sala da escola, foi feita a reprise deste programa para os pais, como preparação ao Natal.
Irmã M. Digna Blochberger, FDC
Fonte: Nº 4/2011; outubro, novembro, dezembro 2011

...Do CORAÇÃO – Grottaferrata Notícias

Beatas Mártires do Drina…

na Áustria
Festa em honra da Beata Ir. M. Berchmana
No domingo de Cristo Rei, dia 20 de novembro/2011, percebia-se um grande vaivém da bela igreja para a casa paroquial, em Enzersdorf an der Fischa. Este vilarejo tranquilo ainda não tinha visto tanta gente.
Agitavam-se as bandeiras, chegavam as senhoras com bandejas cheias de doces, aproximavam-se os bombeiros nos seus trajes festivos. O Pároco saudava os numerosos visitantes da paróquia, do decanato e dos arredores.
Muitas Filhas do Amor Divino foram saudadas cordialmente. Já nos conhecíamos de precedentes visitas e mais ainda na peregrinação a Sarajevo, que a todas tinha presenteado inesquecíveis experiências. A senhora Leutgeb, zelante secretária da paróquia e colaboradora do pároco Lucjan Naskert, e muitas outras jovens de Enzersdorf, também foram alunas do nosso “Marienanstalt”. Este encontro foi motivo de grande alegria!
O coordenador diocesano para os religiosos, Pe. Michael Zacherl, SJ, celebrou a Santa Missa e mais oito outros sacerdotes concelebraram. Para recordar que nossa Beata Irmã M. Berchmana foi batizada nesta bela igreja, ele aspergiu os fiéis com água benta. Na homilia, ele destacou os méritos das Beatas Mártires em favor da paz e da tolerância entre as diversas nacionalidades na Bósnia, que hoje ainda representam um problema efervescente.
Diante do altar foram expostas as imagens das Mártires do Drina, bem adornadas com flores e velas. O vigário diocesano abençoou a placa comemorativa que, no dia 15 de dezembro, será colocada na casa natal de Irmã M. Berchmana e solenemente descerrada.

O coral feminino cantou harmoniosamente e foi cordialmente acompanhado pelos violões. Nós, Irmãs, fomos muito tocadas pelo zelo e bravura desta pequena comunidade paroquial que preparou - sob a direção do seu pároco e o diligente conselho paroquial - assim tão bela celebração.
A Superiora Provincial Irmã M. Emanuela Cermak agradeceu o convite e expressou seus cumprimentos pela exitosa celebração. Na entrada da igreja as Irmãs distribuíram diversos materiais informativos sobre as Beatas Mártires e ouviram diferentes respostas: “Agradeço, este eu já li”; “Posso receber ainda um opúsculo para a amiga da minha filha?”; “Este nós ainda não lemos.”
Na casa paroquial foi preparado um abundante ágape; as bravas senhoras dedicaram-se muito para honrar a sua conterrânea Beata.
Uma bela apresentação em “PowerPoint”, feita de forma profissional, apresentou as fotos da peregrinação, em Sarajevo. Embora aglomerados - na sala paroquial, na biblioteca e no corredor - todos juntos  o acompanhamos com grande interesse e entusiasmo, nos alegrando pelo grande e em comum dom da nossa Beata.
Irmã M. Magna Andre, FDC
Fonte: Nº 4/2011; outubro, novembro, dezembro 2011

quinta-feira, 15 de março de 2012

Parabéns Iraneide !

Que Deus continue a abençoar sua vida e dar-lhe os desejos do seu coração.

Que Deus abençoe e te guarde sempre em seu terno e amoroso cuidado.

Espero que seu dia seja abençoado com a felicidade e alegria.

Você é o tipo de amigo que o céu só poderia ter enviado.

Orando para que seu dia seja tão especial como você é.

Que você possa desfrutar a presença do Senhor hoje.

Como Deus dá vida aos seus anos, que Ele possa acrescentar

anos à sua vida. Feliz Aniversário!

Que o bom Deus chuveiro você com muitas bênçãos em seu dia especial.

Deus é tão sábio que nunca criou amizade com etiquetas de preço. Se Ele o fizesse, eu não teria sido capaz de suportar um precioso amigo como você.

Possa Deus conceder-lhe a força para soprar fora todos aqueles velas em seu bolo.

Que Deus amaciar o travesseiro você descansa sua cabeça à noite 

Que Ele faça suavizar o caminho que você passa dias 
não só hoje mas todos os dias

Agradeço a Deus pelo dia que você nasceu e para você que é um grande amigo para mim.

quarta-feira, 14 de março de 2012

EDUCANDÁRIO NOSSA SENHORA DAS VITÓRIAS COMEMORA SEU 85º ANIVERSÁRIO

Dia 9 de março do corrente ano (2012), todo o Vale do Assu estava envolvido nas festividades do Jubileu de Girassol (85 anos) do Educandário Nossa Senhora das Vitórias e o Jubileu de Vinho (70 anos) de Vida Consagrada de Irmã Ernestina Fonseca
.
Uma grande carreata pelas principais ruas da cidade marcou o início do dia. Liderada por um carro de som, pessoas seguiam de carro, bicicletas e motos. Toda a população foi envolvida, inclusive quem não estava nas ruas, através da RÁDIO PRINCESA DO VALE.

Encerrando a carreata, Padre Francisco Canindé – Vigário da Paróquia São João Batista, dirigiu uma oração abençoando o maravilhoso café servido na área em frente à Cantina do Colégio. Foi um momento de alegria e reencontro.
 
Às 19:00hs teve início uma solene Celebração Presidida pelo Senhor Bispo Diocesano – Dom Mariano Manzzano, durante a qual, Irmã M. Ernestina Fonseca foi homenageada pelos seus ex-alunos, vindos de todos os recantos. Foi um momento emocionante!

No dia 10 de março um grande baile dançante encerrou as festividades. Um grande número de ex-alunos e familiares dançaram e se divertiram a noite inteira até às 4 :00hs da madrugada. Tudo foi maravilhoso, encantador! Podemos dizer que foi um momento marcante na vida de todos.




Imagens do evento...









Comemoração dos 85 anos do Educandário Nossa Senhora das Vitórias

Revma. Ir. Maricélia, fdc diretora, Revma. Ir. Judith. Revmas. Ir. Marly e Ir. Inês –diretoras do Colégio Nossa Senhora das Neves e Cônego  Monte, respectivamente, através das quais saúdo as demais Imãs do Amor Divinos. Autoridades aqui presentes, alunos ex-alunos, professores e ex-professores, funcionários e ex-funcionários, demais convidados a quem os cumprimento através da minha abnegável mestra IR. ERNESTINA que nesse ano de 2012 completou 70 anos de vida religiosa.

É para mim e minha família motivo de grande regozijo estar aqui hoje, reencontrar amigos, ex-professores e contemporâneos da nossa época. Ontem, 09 de Março, celebrávamos o octogésimo quinto aniversário de fundação dessa Casa Educadora. Sei que nós ouvimos por diversas vezes a belíssima história desse solo inebriante do saber, mas toda vez que ouvimos renovamos nosso amor por este solo sagrado, um bálsamo para nossa alma.

Nesse dia9 de Março de 2012, cumpria-se mais uma vez o desejo de homens ilustres dessa cidade de edificar na terra de São João Batista uma escola para educar os filhos do torrão de Sinhazinha Wanderley, deixando assim a grande fortuna do saber e a extraordinária abnegação das Irmãs Filhas do Amor Divino. Podemos assim dizer que, as Irmãs aqui chegaram por uma escolha Divina. Nossa cidade abençoada acolhe as primeiras irmãs provenientes do império Austro-húngaro, soba direção da grande missionária do Amor Divino, Ir. Teresina Werner, com a missão de tornar o Amor de Deus Visível no mundo, dessa forma as irmãs começavam a educar as primeiras jovens  em  1927.

Uma fundação só pode nascer após travadas, e vencidas  batalhas em busca de recursos para sua construção; daí muitas festas foram realizadas, barracas levantas, com humilde inscrição: “PEDE-SE UM AUXÍLIO PARA O COLÉGIO NOSSA SENHORA DAS VITÓRIAS. Traduzida de formal afável, pela saudosa Ir. Leônia Gurgel,  na bandeira oficial dessa instituição através da vitória dos cristãos, na batalha de Lepanto.

Não podemos esquecer a grande empreendedora desse colégio, Ir. Josefina Gallas – 1ª religiosa genuinamente brasileira, proveniente de Cerro Largo/RS, que por escolha, repousa nesse solo fértil ao lado de suas coirmãs.

Reviver o passado é reviver as alegrias que desfrutamos nessa casa, onde fomos alunos e/ou professores. Tamanha prova é, estarmos reunidos nessa festa maravilhosa. Peço licença aos presentes para fazer uma breve viagem no tempo:

Subir no banco encostado a sorveteria para comprar, a Maria Júlia, picolé de morango e coco queimado; olhar para o lado e ver Ir. Augusta dentro daquela casinha tão minúscula feita de madeira e pintada de vermelho, vendendo delicioso lanche: pororoca e chocolate batom; das visitas a biblioteca, onde não poderíamos de maneira alguma arrastar as cadeiras, pois a Ir. Letícia logo exclamava: “Não façam barulho” – era silêncio sepulcral; das visitas a Madre Cristina Vlastinik, que tinha seus aposentos logo ali atrás da capela; os verbos editados da boa Irmã Maria Soares: que não podia ouvir uma conversa paralelas que logo interrogava: quem quer dá pitaco? Pensar esquecer o caderno de verbo, nas sextas-feiras, era desafiar a lei da gravidade, porque, ela imediatamente dizia: “todo penso é torto”. Ah! Que saudades doces, que tempo bom, que bons ensinamentos de valores humanos e familiares. Sete de Setembro, dezesseis de outubro o Colégio vai marchar... Quem será que vai à frente? Quem será que vai ao fim da fila? A roupa de gala era impecável, as meninas com uma saia azul marinho plissada, blusa branca e uma admirável boina azul e nós meninos trajávamos calça azul, camisa branca manga longa com uma invejável gravata dependurada em nosso pescoço.  Lembrar Ir. Teresinha Tavares é recordar a sua acolhida nas nossas férias para os jogos de vôlei, futsal, espiribol eping-pong. A banda marcial também era dirigida por ela.

As lembranças são tantas que embalam nosso coração, tal como, quando cantávamos o hino oficial do colégio; das viagens ao sítio, das visitas ao São José, do jardim da capela, regado por Irmã Justina; dos ensaios na capela para as missas; da arrumação impecável da capela por Ir. Consolata; das aulas de religião de Ir. Anísia. Mas, quero nesse instante parabenizar e agradecer os grandes ensinamentos que a boa admirável mestra Ir. Ernestina nos ensinou. Faz-se necessário recordar as aulas de música, com a nota musical perfeitamente desenhada; os ensaios na capela; nosso hino nacional: errou! Ficava de 10 a 15 minutos num local onde o astro rei pudesse reinar sobre nós. Sua ordem era expressamente compreendia e atendida por todos. Não éramos loucos de contrariar suas ordens; classe barulhenta – o remédio era: lá vem irmã Ernestina, não ficava um fora do lugar. Na certeza de sua disciplina invejável, Ela afirmava: Batom não faz parte da farda... e logo retirava com um lenço branco  que trazia sempre com Ela, o batom que tornava mais vermelho os lábios das meninas, das nossas compras de santinhos, a Ir. Margarida, quando na ocasião cuidava de Madre Cristina e Irmã Josefina .

Hoje são momentos de festa, de Júbilo, de felicidade porque o Amor divino dedicado a nós, por nossas professoras e mestras ainda vive e borbulha em nosso coração de eterno ex-aluno e ex-professor. Prova é que hoje vemos, aqui, tanto quantos que viveram sob o manto da Virgem das Vitórias, através das incansáveis religiosas do Amor Divino.

Fico feliz em fazer parte dessa história: sou ex-aluno, ex-professor, autor de uma obra, Meus Sessentas Anos – Bodas de Diamante, que retrata toda a trajetória dessa casa, desbravadora do saber. Por isso, aqui também tem um pedaço de mim, aqui também tem um pouco do meu trabalho. Também sou Educandário.

Renovo, pois as nossas felicitações a todos as suas dirigentes, funcionários, colaboradores e em especial a Diretora Ir. Maricélia e Vice Ir. Judith e as demais irmãs.

Estamos certos de que o espirito e as raízes que animam está notável Casa Educadora, mantém viva na memória, daqueles e daquelas que souberam dispor dos seus a favor dos outros, continuarão a estender sua ação benéfica e profícua a novas gerações, bem como a projetar no futuro o destino dos homens, a sua vontade de partilha e sobretudo o seu exemplo.

Deixo registrado no mais íntimo dos corações as lembranças de todos aqueles e aquelas que nos fizeram agentes do Amor Divino, ensinando o bem, tornando-os alegres para conduzi-los ao céu.

Nossa imensa gratidão às abnegadas FILHAS DO AMOR DIVINO.

Parabéns Ginásio Nossa Senhora das Vitórias, parabéns Colégio das freiras, parabéns Educandário, e as Filhas do Amor Divino nossa imensa gratidão.

Muito obrigado!

Roberto Dias